STRINDBERG E O TEATRO: UMA PERFORMANCE DO AUTOR?

Camylla Galante

 

Resumo

 

O estudo da obra dramática de August Strindberg aponta para a necessidade de compreender o aspecto autobiográfico de sua produção artística e, para isso, é importante entender as diferenças entre a autobiografia e a autoficção, já que os estudos sobre o autor e sua obra são controversos, pois ora são tidos como ficção, ora como obras autobiográficas. Isto posto, neste trabalho propõe-se explorar algumas concepções de autobiografia e autoficção, definições que normalmente se encontram nas pesquisas sobre Strindberg e podem servir de embasamento teórico aos estudos sobre a produção dramática desse autor. Para este estudo partimos das proposições de Bakhtin (1988), Lejeune (2008), Rodrigues (2007) e Klinger (2007), as quais foram apresentadas e comparadas, a fim de nortear o estudo das peças do dramaturgo sueco e para estudos futuros sobre escritos autobiográficos e escrituras do eu.

 

Palavras chave

 

Autobiografia; autoficção; texto dramatúrgico.

 

  • Lee el artículo completo AQUÍ.

 

'STRINDBERG E O TEATRO: UMA PERFORMANCE DO AUTOR?' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

css.php
Need help with the Commons? Visit our
help page
Send us a message
Skip to toolbar